3 de jun de 2007

Cristina Carriconde













Sou formada em Comunicação Social. Especialização Jornalismo.
Trabalho há muitos anos com publicidade.
Faço roteiros, produzo e dirijo comerciais, institucionais, documentários, genéricos etc e tal
Fotografia é uma novidade na minha vida.
Fotógrafa incidental e acidental
www.flickr.com/photos/ccarriconde

Indicada por:
Eduardo da Costa

Indica a:
Juca Filho www.flickr.com/photos/jucafii
Suzana Latini www.flickr.com/photos/suzanalatini
Ricardo Bousquet http://www.flickr.com/photos/rbousquet/



essa foi uma homenagem a você.
Uma pessoa flagrada por acaso no trapiche do Laranjal. Acho que parece modelo na passarela
mas nao é foto posada. Fiz na cara de pau :)




19 de abr de 2007

Sérgio Fonseca















Sérgio Fonseca por Ane Aguirre (2007)

Indicado por:
Adriana Paiva

Indica a:
Lucas França
Rodrigo Dias
Marcus Cardoso




27.03.2007 Olympus E-500, lente 18-180mm, 2.8
turista apreciando a paisagem no mirante do leblon




11.08.2006 Olympus E-500, lente 18-180mm, 2.8
foto do escritor francês Olivier Rolin, durante a cobertura da Feira Literária Internacional de Paraty 2006





03.03.2007 Olympus E-500, lente 18-180mm, 2.8
longa exposição, utilizando a mesa de um quiosque da Lagoa como apoio.



Meu Perfil
Sergio Fonseca, carioca, 47 anos, nascido e criado entre a Zona Sul e a Região dos Lagos. O interesse pela fotografia surgiu ainda na infância. Aos sete anos fiz minhas primeiras fotos com uma Kapsa "ponto vermelho" do meu pai. Hoje utilizo uma SLR digital. Em 1998, ao participar da criação da interface do site Photosynthesis, o envolvimento com a fotografia ganhou força e a partir daí iniciou-se uma boa seqüência de oportunidades interessantes como: participar em 2000 de uma coletiva do site photosynthesis na galeria Câmara Clara, na Urca ao lado de nomes como André Arruda, Tiago Barros, Adenor Gondim, Arthur Max, Larissa Grandi, Marcos Vianna, Renan Cepeda e outros; estar em 2002 na exposição coletiva Fotografia é Arte?” na Galeria da Universidade Veiga de Almeida; inaugurar a galeria virtual da revista eletrônica paradoxo em 2003; ter sido selecionado para expor durante o FOTORIO 2005 na Galeria IBEU Copacabana; receber o convite da Editora Gênese em novembro de 2005 para participar com uma de minhas fotos no Livro Blog de Papel; ser um dos fotógrafos credenciados durante a FLIP 2006 e receber a proposta da L&PM Editores para que uma das fotos que fiz do escritor gaúcho Luiz Antonio de Assis Brasil (durante a FLIP) fosse publicada na orelha de seu novo romance (Música perdida, lançado em outubro de 2006) e publicar em março de 2007 um ensaio no site No Mínimo. Costumo dizer que não sou fotógrafo. Fotografo. Isto porque não vivo da fotografia. Sou analista de sistemas e trabalho com desenvolvimento web. No entanto, ando sempre com minha câmera, prestando atenção às cenas do cotidiano. É deste olhar atento que surge a primazia pelo detalhe, estendendo o olhar para além da cena e fixando-o num ponto de aparente simplicidade. Nada é tão simples quando há uma história a ser contada. Fotografar é também ouvir histórias e contá-las. É ouvir além de ver. E se possível, deixar que a fotografia fale para espanto dos olhos distraídos ou alegria dos ouvidos que procuram canções de vento e mar.


Onde estou
website: http://www.papeldepao.com.br/
blog: http://sergiofonseca.wordpress.com/
flickr: http://www.flickr.com/photos/sergiofonseca
No Mínimo: http://www.papeldepao.com.br/nominimo.asp

16 de abr de 2007

Eduardo da Costa














Indicado por:
Taís Melillo

Indica a:
Cristina Carriconde
Marcelo Köhler
José Carlos Filizola




gypsy girl





equilíbrio distante




cello song


Minha pequena biografia:

Nascí no Rio de Janeiro, em 1954. Passei minha infância em Curitiba e a adolescência em Niterói. Depois, fui estudar e trabalhar em Volta Redonda, onde me formei em engenharia metalúrgica. Vim para Liége há vinte anos, mas continuo em contato com o Brasil, onde tenho família e amigos. Comecei a fotografar com 17 anos, com a Leica F-3 do meu pai. Depois, passei para uma Canon A-1, até me converter para a fotografia digital, no final dos anos 90. Estou sempre experimentando, não tenho estilo, nem assunto preferido, não anoto o que faço quando fotografo ou quando edito a foto. Mais amador que isso, não conheço. Penso que a Internet possibilita a gente de compartilhar a nossa visão de mundo, com... o resto do mundo, o que é maravilhoso! Mantenho um fotolog, desde 2003, um flickr, desde 2005, e um multiply.


fotolog: http://www.fotolog.com/eduardo_dacosta/
flickr: http://flickr.com/people/eduardo_dacosta/
multiply: http://eduardo1dacosta.multiply.com/

9 de abr de 2007

Henrique Manreza













Bom, me chamo Henrique Manreza, sou fotógrafo, designer, mochileiro, truqueiro, mágico, lateral direito, cinéfilo, virginiano e metódico, atualmente sou fotógrafo freelancer me especializando cada vez mais na área de fotojornalismo.Morei muitos anos em Peruíbe, litoral de São Paulo, e estou na capital há uns 8 anos. Desde pequeno comecei a fotografar usando uma pequena câmera chamada Xereta, depois fiz um upgrade para uma Olympus Trip35 do meu avô e desde então não paro de investir nisso.

Amo fotografar pessoas enquanto comem, sorriem, brincam, choram, pulam, dão cambalhota, cantam, fotografam, andam, correm, colocam dedo no nariz, fazem discursos, fazem esportes, vaiam, protestam, vivem.

www.flickr.com/photos/manreza
www.lucio4.com



Indicado por:
Adriana Paiva



Indica a:
Carol Negri
Roberto Faria
Gustavo Carrijo





Crianças brincam de mergulho no Caixadaço em Trindade – RJ. Para chegar é preciso pegar 2 trilhas que cruzam as praias, o caminho de volta pode ser o mesmo, ou você pode contratar os serviços dos “nativos” que ficam em volta e dentro do caixadaço com seus barcos pesqueiros.








A Romaria de São Jorge em Campina do Monte Alegre – SP, tem o intuito de abençoar os cavaleiros para um ano proveitoso.






Enquanto o sol de põe em frente ao Palácio da Álvorada, os oficiais do exército se preparam para a retirada da bandeira nacional.

5 de abr de 2007

Taís Melillo














http://www.flickr.com/photos/tais

Indicada por:
Adriana Paiva

Indica a:
Eduardo da Costa, Liege, Belgica
Ivan Simas, Brasilia
Cristiane Sousa, Curitiba









Anexo uma foto minha tirada hoje (03/04/2007) e três imagens feitas por mim no metro de Nova York, do qual sou fa.

Ando muito de metrô, para ir ao trabalho e para sair no final de semana. Estou sempre à procura de uma imagem inusitada ou, se banal, pelo menos bem humorada. Adoro cidades, a coisa urbana, gente andando pra lá e pra cá.

Comecei a fotografar regularmente e seriamente em 2002, quando tive uma foto minha exposta no MoMA, junto de centenas de fotos de outros fotógrafos amadores, numa exposiçao chamada "A Democracy of Images", que reuniu fotos de profissionais e amadores, logo depois do 11 de setembro.

Fotografia pra mim, alem de expressao individual, é uma maneira de me manter sa. Me divirto muito! Já perdi a conta das máquinas que utilizei, mas sao todas Panasonic Lumix, que tem lente Leica. Por fim, eu sei desenhar razoavelmente bem... mas enquanto nao retomo o desenho, fotografo.

Com a penúltima foto exposta aqui ganhei primeiro lugar em um concurso organizado por uma ONG (straphangers.org) que monitora o servico do metrô, quando o governo quis proibir fotografia no metrô e ônibus em NY, alegando motivos de seguranca. Nao passou. O titulo da foto é "Sign of Times", foi tirada na estaçao de Times Square, que já foi reformada e está toda mais bonitinha agora.

9 de mar de 2007

Fábio Codevilla



















Indicado por:

Indica a:
Paulo Finger
Henrique Padilha
Vinicius Nadar


"a educação do homem deve começar pela poesia, ser fortificada pela conduta justa e consumar-se na música." esse é quase um mantra pra mim... confucionismo.música é algo instrínseco, vivo dela e para ela.





essa é uma câmera que carrego sempre comigo. supersampler. faz 4 disparos em um intervalo de tempo que pode ser configurado: 0.2 segundos ou 2 segundos. um brinquedo que mexe com alguns paradigmas fotográficos.





não preciso pensar muito para registrar meu mundo. talvez não precise, não goste, não saiba e nem queira.


BIO/ENTREVISTA
de onde você é?
é uma longa história... nasci em uma cidade que não conheço - santo ângelo - mas me criei em bagé, onde morei até os meus 11 anos. depois disso fui para santa maria, onde morei até meus 24, depois os paradeiros foram variando.

onde você mora?
atualmente em porto alegre.
profissao?
sou jornalista. também trabalho como radialista. atualmente além de ser comunicador, coordeno a programação da itapema fm (http://www.itapemafm.com.br/) em porto alegre.

outras coisas que faz (fotógrafo? surfista? essas coisas)
brinco de ser dj e fotógrafo... ou seja, duas coisas que me fascinam: música e fotografia.

quando e como você começou a fotografar?
comecei a fotografar ainda na infância, mas sem noção alguma (o que é muito bom...). uma kodak que até hoje guardo... foi na faculdade de comunicação social que tive contato com as primeiras técnicas fotográficas, de revelação e ampliação manual em um laboratório que servia de morada a morcegos à confecção de pinhole com latinha de nescau.porém essas técnicas apenas foram apresentadas, nunca desenvolvidas com afinco. era tudo muito 'faça você mesmo!"... e creio que esse é um dos grandes segredos: ter alguma noção técnica/teórica e explorar as possibilidades que se apresentam sem amarras.apesar de já ter me formado há mais de uma década, nunca trabalhei profissionalmente com fotografia, embora minha cultura seja bastante ligada à imagem.




8 de mar de 2007

Luciana Maria Gerhard














"a vida é como uma fotografia em longa exposição. marcando na eternidade todo movimento que é dançado fora do tempo." por mim.


Gaúcha, 20 anos, curso Publicidade e trabalho como Flash Developer numa Agência de Internet em Porto Alegre. A fotografia para mim é uma terapia, uma busca constante para expor aos outros o meu jeito singular de ver o mundo. Amadora, faço parte do SulFotoClube onde aprendo muito sobre a teoria, pois, no fim, minhas fotos são sempre muito mais instinto que técnica.

Indicada por:
Isaías Mattos

Indica a:
Omar Junior
Carla Hilgert
Vitor Shalom




my beautiful hell
tirada em 12 de março de 2006 num dos espetáculos mais lindos do mundo, fechando com chave de ouro um flickr meet POA, o pôr do sol no Guaíba visto de Ipanema.




mil maneiras de ver o mesmo quadro
Minha mania incontrolável de ser torta, de tentar aproveitar ao máximo a diagonal... na tentativa de expressar um jeito único às pessoas verem o cotidiano. pelo menos tento... de "pernas pro ar" é bem mais que uma metáfora no meu caso. é quase um mandamento, se puder ser sempre de um jeito diferente.




feels like home
Tirada em 10 de janeiro de 2006, quando fiz a viagem dos meus sonhos para Paris. Qualquer coisa que eu escrevesse seria inútil para descrever essa foto. Acredito que ela exemplifica exatamente este bairro singular da cidade luz, Montmatre é simplesmente ele mesmo... peço perdão pela falta de palavras, mas prefiro o silêncio do que induzir vocês a qualquer opinião que possa ser desorientada...